quinta-feira, fevereiro 04, 2010

favor emailar

Maputo
12/1/2010

Querida Helena sempre
Você aqui me tem lhe escrevendo de dentro da minha alma com você dentro do meu futuro.
Sabe, naquele dia que lhe vi logo soube eu apanhei que o meu destino estava na sua mão, como pássaro na gaiola.
As coisas na vida já estão traçadas e por isso nossa única solução é seguir a estrada apontada.
Você me disse que tu não gosta de escrever, que você prefere estar assim no frente de frente.
Sim, eu também gosto do frente de frente, mas a vida sempre arranja maneira de fazer as coisas no atrás do trás e por isso minha querida Helena estou pedir para escrever depressinha.
Palavra de papel ou de computador tem mesmo sabor que palavra real: basta temperar com amor.
Então favor emailar.
Sou sempre aqui seu.
José Macossa

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Adorei...Sim, eu também gosto do frente de frente, mas a vida sempre arranja maneira de fazer as coisas no atrás do trás ..:-)
Favor emailar...hehhe
Abraço..Lisa

quinta-feira, fevereiro 04, 2010 8:21:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

jome ha encantado!! que dulzura...
Carmen

sexta-feira, fevereiro 05, 2010 11:18:00 da manhã  
Blogger Fernandes de Magreth Joaquim Sitoe said...

até agora só tinha conhecimento do "Diário de um Sociólogo". mas as leituras trouxeram-me até aqui, e confesso que ao ler as cartas de José e Helena, caí em gargalhadas mas ao mesmo que revistei certas e reais situações com quais convivo no meu dia-a-dia e que me têm preocupaddo muito, pois a questão das dificuldades de comunicar-se correctamente ao nível da escrita é um problema que está cada vez mais a atingir a camada jovem. e nem a escola está a conseguir le dar eficazmente com esse fenómeno.

"os palavras não chega para dizer a felicidade que senti quando li estas cartas, logo vejo que amor não se importa com falar bem e nem com escrever bem, mas se importa com falar com o coração, la no fundo da alma".

Abraços Professor.

segunda-feira, agosto 27, 2012 10:51:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home