segunda-feira, setembro 07, 2009

Fui de vez

Tete, 5 de Setembro de 2009

Il
Olá, perdoa este longo interregno, tenho tido muitas coisas a fazer.
Absolutamente compreendo a tua dialéctica, nem Heráclito faria melhor dialecticamente falando.
Acho que ela confortará sempre o teu autismo.
No que me concerne, o pragmatismo (palavra que já usaste, lembras-te?) é mais forte e definitivo.
Segue teu destino, eu seguirei o meu.
Que os deuses dos horizontes protejam a tua vida.
Fui de vez, rigorosamente de vez.
Mando

5 Comments:

Blogger Pablo (yo) said...

Great blog!!!
If you like, come back and visit mine: http://albumdeestampillas.blogspot.com

Thanks from Argentina,
Pablo

terça-feira, setembro 08, 2009 12:03:00 da manhã  
Blogger Roberto Rizzo said...

Muito bom este seu espaço Literário.

Roberto Rizzo

terça-feira, setembro 08, 2009 1:09:00 da manhã  
Blogger micas said...

Triste fim este de Mando e Ilser.
Bom! a ver vamos o que o futuro( e este dá tanta volta) reserva a estes dois seres. Felicidades a ambos.

Entretanto e porque sei que para além de poeta do amor também é psicólogo do amor( ihihi), pode ser que nos traga aqui outras estórias, outras cartas se os intervenientes assim o autorizarem.

Vou ficar atenta

Abraço

quarta-feira, setembro 09, 2009 5:45:00 da tarde  
Blogger Carlos Serra said...

Ah sim, virá outra estória, micas, logo que puder.

terça-feira, setembro 15, 2009 1:10:00 da tarde  
Blogger Acacio Pedro Guambe said...

Este eh um verdadeiro tumulto mental

segunda-feira, maio 21, 2012 4:35:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home