quarta-feira, julho 22, 2009

Retatuame

Tal como antes prometi, eis o email que Ilser mandou para Mando por meu intermédio. Vamos a ver o que vai passar-se a seguir:
Quelimane, 18 de Julho de 2009
Mando
Sabes, sei que esta carta te irá chocar, chocar muito.
Faz muito tempo já que a nossa relação terminou, não, afinal, por tua culpa, mas por culpa minha.
Ao longo de todo este tempo, fui andando na vida da forma que as folhas que tombam das árvores andam: hesitantes primeiro em sua queda voajante, definitivas e estrebuchantes depois em seus parados lugares sem vida.
E aqui me tens a tentar o recontacto, nesta cidade onde a única coisa que acontece é nada acontecer.
Mando: redeixa-me habitar-te.
Sabes, nunca te deixei. Retatuame. Sem travessão. Peçote. Também sem travessão.
Perdoa-me. Sofro, sofro muito.
Tua.
Ilser

2 Comments:

Blogger micas said...

Ilser, como gostei do RETATUAME!

Mas.....será que Mando( macho, cabresto sofrido) poderá ainda habitar-te?

Fico expectante, mas não esqueça Ilser que nada é definitivo. A vida é assim.Um lugar de descontinuidade...

quarta-feira, julho 22, 2009 10:09:00 da manhã  
Anonymous lLisa Pontes de Carvalho said...

"redeixa-me habitar-te." Lindas palavras...
A dor nao se apaga com palavras mesmo sendo elas belas!
A tentativa sempre é "vida", mesmo muitas vezes tendo a conciencia que tudo esta "morto"

domingo, agosto 02, 2009 1:59:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home