quarta-feira, novembro 28, 2007

Problemas

Não sei bem o que se passa ou se passou, mas creio que há algo de errado aconteceu na relação entre Mando e Ilser. Espero poder dar mais notícias amanhã.

Carlos Serra

domingo, novembro 04, 2007

Quida Il

Tete, 3 de Novembro de 2007

Quida Il
Tinha eu acabado de chegar do Zóbué, onde fui em mais uma missão de serviço, quando encontrei a tua carta.
Podes crer que fiquei feliz, muito feliz. Sabes, tenho agora a certeza de que disponho de dois Zambezes: o natural e o social.
O primeiro é este que aqui corre junto de mim, em sua imensa sabedoria líquida, mas, também, em sua imensa ternura, uma ternura maternal. Tenho a certeza de que o Zambeze é uma mulher a quem os deuses deram perversamente o estatuto de homem. Verás que um dia conseguirei que ele seja a mulher que sempre foi.
O segundo és tu, verdadeiramente mulher, não no sentido maternal, mas no sentido do instinto, da sexualidade imediata, em bruto. E é justamente como mulher-instinto que te intuí, de forma muito viva, correndo e nadando, que te intuí corpo, natureza como escreveste. Senti-te a correr com os seios balouçando, transpirando, arfando ligeiramente, nadando líquida e primordial. Tenho o privilégio de conhecer o teu corpo, forma física da tua alma, acho mesmo que sempre nele habitei.
Aqui fico, então, aguardando que me digas quando podes vir. Espero que o Luís esteja melhor.
Sou-te.
Teu.
Mando