sexta-feira, janeiro 19, 2007

Minha água doce de lanho

Tete, 17 de Janeiro de 2007

Minha Ilser
Minha água doce de lanho

Perdoa-me estes dias de silêncio.
Estive lá para os lados da Cabora-Bassa e, mais tarde, para os lados do Mandié. Sem poder comunicar contigo.
Dias de trabalho penoso, de muito calor. E amputado de ti.
Regressei ontem à cidade.
Após um banho reconfortante, fui jantar à Piscina, uma bela galinha cheirando bem a carvão (como adoro, sabe-lo bem) e uma bela Manica fresca.
Na saída, a pé, decidi andar um bocado junto ao Zambeze. Há muito que o não fazia.
Calmo, adormecido, ali o encontrei. Parecia que me esperava, sabes?
Sabes o que fiz, Il? Fiz assim: numa garrafa de Fanta meti um guardanapo de papel. Depois de ter rolhado a garrafa, a deitei no rio. Lentamente, a garrafa foi-se afastando, como uma espécie de destino irrevogável e por isso tranquilo.
Eu sei, como em todos os sonhos, que essa garrafa te chegará um dia, não importa quando ou como, mas te chegará. Algum sonho deixou algum dia de chegar?
No papel escrevi assim:

Na alma deste rio
no rio deste sonho
no sonho deste momento
no momento deste ser-te
recebe-me como sempre fui
o destino de um cais
o cais que sempre me foste
para este tu que te sou

E por hoje aqui fico, minha Il.
Que os deuses te protejam.
Teu.

Mando

N.B. - Diz-me quando estás disponível para aqui vires para que eu trate do bilhete de avião.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ki é Armanu?
Lama Dallai cana

Kualé manu.Tá pensanu ki sô besta é? Dispois de tudu ki iscreveu na urtíma calta, me viciandu hem lexotan,inda teim corage de iscrevê di novu é? Tá pensanu o que? Prá começá, pode mandá muiiiita garrafa de Jurubeba, Catuaba, Caninha 51, e ôtras malcas ki ocê arrumar.Ah!!!manda tomém uns pacote de marljuana e maconha, pru mode ki eu já tô ficanu 100 viu? Pera lá, a garrafa ki tá mandanú é de Fanta????????? cum paper infiado? Aiiiiiiiiiiiiii!!!!! nãooooooo!!!!! mardição, cum bestage de poemeta ixcrito? Mas num é polsirve!!! Adispois de tantu tempu ocê inda num aprendeu rapá?
Inda vem si gabanu ki cumeu meleca de galinha, tshu,(cuspe), ki nôju.Inkuantu fica aê no rodapé da pirsssina das cazza dos oltrus, eu tô aki tomanu baim di poça d!água, ki nem porco nu xikeiru.oinc.oinc.oinc.oinc...!
Eu tomem vô te mandá juntu cum exta calta um cascu de conhaki cum um bilêti iscritu asim óia:

Na arma du meu colpo
ixisti uma isponja
ki num podi vivê 100 arcoól
ficu bêba
ficu dodia,
só ni pensá vivê 100 ela
inté me dá kossêra.
koça aki,koça akolá
keru tomém cola xerá.
Si teu bafu inda xêra
galinha de carvuêru
hum, hum,hum...
fika aí mermo
hem totar disispêru
ki num ti keru ká.

Prá sempri fiku aki,prá sempre fika
aí.
capetas ki ti aferroe,manda mias prendass presiosas loogu.
Ki bestage é esssa agolra de sonhu um dia xegá, ou deichá de xegá.
Agora simbora, vô tomá chá de foia de ópiu.Keru ficá alussinaaadda!!!
E saí pur aí esplodinu tudim.Pô folças das circuntanças, agolra sô mulé bomba, telrroista dos cabalrés, das noitchadas dus marinheiru.Inté ki me paga direitin sabis? pelromenas dá prá comprá mêu viçius.
Adêlzin Tolin,
Tua, inté ki huma ovelrdose nus sepalre,

Ilser (vurga Resli d'rogada)-(A gostosa)

N.B: kem disssse ki keru i prá i çeu trasti amputadu?
N.B: Craru ki ocê só pudia i de apé, num tem calrro mermo.Zambelze tenhem água inda é? Tomari ki sequi tudim.
N.B: ki trabaio é exse ki ti fais nasê penaxos? Affffffffffff!!!!!
ki holrror!!!
Tialzin vistis?
haunnnnnnnnn...haunnnnnnnn...Tô ZEN CARA!!!

sexta-feira, janeiro 19, 2007 8:17:00 da tarde  
Blogger Diva said...

Mando,
Lindo o poema, cada vez me surpreendes mais...
Quanto à viagem da Il, porque não a sugeres na altura do dia dos namorados? Talvez ela esteja a espera dessa sugestão... e tenho quase a certeza que ela esta a pensar nisso.
Bjs meus

sexta-feira, janeiro 19, 2007 9:04:00 da tarde  
Anonymous Zelão Mafú said...

Mandú,
que cossa linda êsssse póema.A senora Diva (a térrrível)tem razzon.Ki cossa linda, que cossa meiga,dia dós namoridos anrã? Oh!!!
que bello êsssse cónsello.Agorra una cossa me incabula, pq cada dia o Mandú surpreende a terrrível???? Elle siempre escrevéu cossas bellas parra senhora Il non? Pq? Pq? Pq? tanta surpraise?heimmmmm????????
Pobrezito Mandú, por tute que já acontecero en tula vitta,aindda ter k guenttarrr esssa Véia Diva.
Bofettões meus,

(parra a véia)(terrível)tchu, tchu, tchu!!! ciao baby, ottró tapão nas zorebas da véia cierto?

Ps: Bella carrta da senora Ilser.Muito bella!!! Soi marineiro,querro encontrarr nela.Pedirrrei arjuda a Véia Diva -Alcovitaira.Paggo benne.

sábado, janeiro 20, 2007 10:11:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home