sexta-feira, janeiro 26, 2007

Meu Mando

Quelimane, 23 de Janeiro de 2007

Meu Mando

Olá, querido!
Perdoa ter estado todos estes dias sem te responder, mas acontece que estive com malária, febres altas e toda aquela indisposição dolorosa que bem conheces aí em Tete. Felizmente fui bem medicada e acompanhada por um médico amigo e hoje posso dizer que estou quase reposta, salvo um resto de enjoo e um ligeiro quebranto.
Sabes, comecei a bordar. Nunca na minha vida bordei, minha mãe fazia-lo, sempre me quis ensinar, mas eu nunca quis, preferia estar ao ar livre, correr e pular, coisa de criança. Nem de bonecas gostava...Mas decidi-me, finalmente, começar a aprender e minha mãe tem sido inexcedível, ensinando-me pouco a pouco. E agora, vê tu, já sou capaz de bordar com alguma segurança.
Certamente me vais perguntar porque me decidi a bordar. Eu própria não sei. Ou se sei não quero saber. Prefiro bordar. Mas sabes, Mando, quando bordo tenho a sensação de que construo algo, de que construo, que dou vida a algo bem mais vasto do que um tecido reelaborado com agulha e linha.
Acho que aquilo que bordo é, afinal, o nosso futuro. Tu és a agulha, eu sou a linha, a manta que bordo é o nosso futuro. E assim me tens agora todos os dias bordando, bordando-te, bordando-nos. Vês como afinal sei por que bordo? Eheh, ponho-te a língua de fora.
Sobre a ida aí, deixa-me estudar bem como fazer, nos próximos dias já terás uma resposta minha. Irei, Mando. Aguarda, então.
Tem chovido torrencialmente aqui, há muita gente sem abrigo, a cidade está um horror. É nestes momentos em que nos apercebemos quão frágeis são as defesas dos pobres, pobres a quem vamos depois pedir votos quando as eleições chegam. Assim é: enquanto eu bordo o nosso futuro, os ricos bordam a pobreza de milhares de quem apenas se lembram nas eleições.
Por hoje fico-me por aqui, amor. Vou deitar-me um pouco, ainda estou ligeiramente combalida.
Tal como escreveste no poema que mandaste na garrafa e que me chegará, não importa quando nem como, sou-te o cais. Sempre o serei. Acosta a mim, querido, acosta!
Amo-te mais do que ontem e bem menos do que amanhã.
Tua sempre.

Il

2 Comments:

Blogger Diva said...

Melhoras Il, essa malaria tem feito cada dia mais vitimas fico feliz em saber que te vais recuperando a cada dia. Sei que o Mando te espera mas saúde primeiro lugar. Um bom fim de semana para ti.
Ah... Mando querido os votos se estendem a ti, mas eu sei que sabes pk afinal...
Bjs meus

sexta-feira, janeiro 26, 2007 9:18:00 da tarde  
Anonymous Mando said...

Olá Ilser,

Estás com MALÁRIA???????????? cruzes!!!,por onde esteves a andar que estes maravilhosos mosquitos estiveram a te picar? Hummmmmmm, tá maus heim? Será que este quebranto e estes enjôos não será um bruguelo que está a caminho? Há...se for, meu fio é ki não é viu? Nem vem ki não tem...tá pensando o que? Já fiquei sabendo sobre o Zelão Mafú...andastes às voltas com este marinheiro não? sei..sei...Faz de conta ki não sei.
Oh!!! ki lindooo,estás bordando...oh! quanto tempo tens de sobra...sua PREGUIÇOSA!!!!! vai arranjar umas trouxas de roupa prá lavar, SUJEITA INERTE!!!
Não gostava de bonecas anrã? Gostavas mesmo do que???????????? , ahhhh!!!! de saltitar, pular, cheirar o ar...ki coisa mais interessante...poooxa, eu fico besta!
Então tá morando com sua mãe é?
e bordando...bordando com segurança prá que? por que? Meu Deus!!!!!!!!! que coisa incrível estás a fazer,é inacreditável!!!! que coisa mais espetacular!!!!! Deste jeito, vais parar no livro dos records, não penses que é por teus lindos e suaves bordadinhos viu? é por ficares com a língua tão ou mais fina que um palito, de tanto chupar linha para enfiar no,no, no....buraquinho.... da agulha...kkkkkkkkkkkkk,pensou o que mente suja? que eu fosse escrever pornografia foi? Sei que adooooora,mas sou um homem recatado e de bons costumes, sua VADIA!!!!
Eu não...prá que vou te perguntar esta bestage de pq decidiu bordar? Quer saber? Agente constrói alguma coisa quando põe a mão na massa, suando a camisa e arregaçando as mangas.Que!!!!!!!!!!!!!! o que disse? "NOSSO" futuro? eu heim? o meu futuro já tá feito mulé.E não vou dividir com ninguem!!!! ODEIO fazer caridade, só faço doações para minha conta bancária tá? kkkkkkkkkk...tadinha!!! Eheh, ponha tu os dentes prá fora, e vais morder o mundo..a vida...o dia a dia sua INTERESSEIRA!!!!
Como disse??????????? vais estudar??? onde? como? quando?...pois nunca deu valor aos estudos, tuas leituras sempre foram os gibis do "Tio Patinhas", "Pato Donald" "Pateta"...etc. Tsé, tsé, tsé...que coisa horrível!!!
Tem chovido muito aí é? Aqui tá tudo sequinho, uma delíciaaaaaaaa.Te cuida mulé, pois teu barraco poderá despencar morro abaixo, levando consigo teus belos "bordadinhos"...rsssss..."que gracinha"...
POBRES??????? falastes POBRES?????
eu nem ligo para estes pobres diabos...quer saber? Se eu pudesse colocaria todos eles num imenso navio de fundo falso...e quando estivesse em alto mar apertaria um botãozinho e plaft, o fundo se abriria e esta raça afogaria...hehehehheheheheheheheh."ODEIO POBRES"...nós (eu) os ricos, bordamos o luxo e o conforto que só mesmo voces "lacaios" e "tolos" nos dão em época de eleições.E não adianta esperniar...sempre foi assim, e assim sempre o será viu?
Vais deitar? ou vais espreguiçar? Oh! ainda está combalida...combatida...enfraquecida. esmilinquida, ferida, moída, hummmmmm...tantos idas não? Faltou o principal (F)..."ida" mas, sou recatado e não posso dize-lo, mas com tua experiência mundana já sabe o que é né? kkkkkkkkkkkkkk. Tás mesmo lascada..pobrezinha!!!! Ki peninha, ki peninha...
Anrã? não te esqueçes mesmo da garrafa de cachaça né mulé? Eita vicio triste!!!
OH!!! NÃO!!!
LÁ VEM OUTRA VEZ...AS NOJEIRAS DO TE AMO + TE AMO - TE AMO = TE AMO % TE AMO $ TE AMO[{ CO2 x MC2}]...
Affffffffffffffff!!!!!
Socorro!!! Até nunca:

Armando

Ps: Estou de mudança para os confins do mundo tá? Partirei sorrindo ainda hoje (graças a deus)...Ufffa...cansei!!!

terça-feira, janeiro 30, 2007 5:23:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home