segunda-feira, janeiro 08, 2007

Meu Mando, Modo Meu!

Quelimane, 07 de janeiro de 2007

Meu Mando, Modo Meu

Recebi a tua cartinha, que tão feliz me tornou. Letras tuas são tu, és tu, é o meu modo de te saber e de te ter quando a distância nos tortura e Deus parece esquecer-se de nós.
Falaste-me da tua solidão, falaste mesmo em purificação. Tristes palavras, duras realidades.
Ó, pudera eu purificar-me para sempre em outra vida tornada ti, tomara eu poder reescrever o destino, tomara eu ter o condão de não escrever cartas de amor para, sendo-te e sendo-me, sermo-nos sem palavras, sem cartas, sem artifícios, sem intermediários, sem coisas, apenas tu e eu, um só ser, puro, belo, inamovível, inseparável, eterno.
Como tu aqui sofri, como tu aqui fiquei no quintal triste da alegria dos outros, como tu aqui estive sem estar, abraçada a mim sem poder abraçar-te, ausente de mim por de ti estar ausente, estrangeira à minha alma por londe estar a tua. Nasci em 2007 sem ter nascido porque não te fui, não nos fomos, ainda não somos.
Mas, ao mesmo tempo, sabes, sinto e sei que a distância se encurta, algo muito dentro de mim, muito forte, muito definitivo, me diz que este amor secreto está próximo da tua margem, do porto onde irei um dia deixar a minha âncora, o meu ser.
Meu Mando, tenho uma novidade para ti: estou pronta a ir aí, estou pronta a aceitar o teu convite.
Por favor, diz-me como deverei proceder.
Haja o que houver, vou aí.
Aguardo ansiosamente a tua resposta.
Com angústia, uma vez mais, me despeço, te deixo, ficarei reduzida às linhas que irás ler, a um momento frágil, precário. Mas sente-me nelas, por favor. Sente-me intensamente!
Sempre tua.
Amo-te mais do que ontem e bem menos do que amanhã.

Il

4 Comments:

Blogger Esfinge said...

Isso mesmo mulher chuabo, só trai amor que se distrai. Amor que ama não tem régua de moral.

segunda-feira, janeiro 08, 2007 9:41:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Minha Il, Mil Meu,

Ah! agora já quer vir é? Eu não te quero mais não, pois descobri que voce só gosta de mil,milhões...sua interesseira!!!
Já gastei todas as minhas economías te enviando prendas e voce num tava nem aí prá mim.Ki aconteceu? Teu marido ricão te trocou por outra foi? te tascou um pé na bunda foi? rssssssssssss!!!! Faz-me rir queridinha!
Óia mulé,já tô cheio destes abraçar sem abraçar,nascer porque não te fui,ir sem ter ido, fomos pq não fomos,aiiiiiiiiiiii, eu num aguento mais isso.
Novidade prá mim? Ah! minha nêga,isso foi no passado.Agora já tenho um novo amor sabes? Num vem naum, ki minha atual querida é valente ki nem uma onça, fica por aí mesmo.
Proceda assim, alugue um barraco, compre umas caixas de Lexotan (prá aliviar sua depressão e a angústia), e tenta ver se arruma outro "tolinho" prá te sustentar, sua preguiçosa.Vai prus raios que te parta OK?
Que??????????, estás maluka é? como posso sentar-te em palavras, letras ou linhas? tá bêbada é? Agente senta em cadeiras, sofás, redes, bancos, até mesmo no chão.Falas feito louca.Sempre minha? Minha não, do Cão (capetão mesmo.)
Lá vem de novo a antipatia do te amo mais que amanhã,menos que depois de hoje, dividido por 30000000000,000000, subtraído de 2000000000,00000000,multiplicado por.........para, para...
Não mais teu,
graças a deus,e todos os santos-Amém,

Armando (O gostosão)
Ps: Não me chame mais de Mando.Sou amado e estou amando... OUTRA.Tial, Adeus............!!!!!

terça-feira, janeiro 09, 2007 5:53:00 da manhã  
Anonymous Armando said...

Uma correção gráfica: O título desta minha carta é: "Minha Il, Mil Minha"

Ass: Sr.Armando (O gostosão)

terça-feira, janeiro 09, 2007 5:59:00 da manhã  
Blogger Diva said...

Bonitas palavras Esfinge! Nada mais a falar. Para Mando e Il...Bjs meus

quarta-feira, janeiro 10, 2007 8:29:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home