quinta-feira, dezembro 28, 2006

Meu Mando, meu Mundo, vem buscar-me...

Quelimane, 27 de Dezembro de 2006

Meu Mando, Meu Mundo

Recebi a tua cartinha, guardo-a na alma.
Mais uma ano em cuja margem temos pés e sonhos. Mais um ano sem ti, nele vou entrar sem ti, estarei aqui neste ano como em todos os outros, como se uma corda me tivesse amarrado para sempre à impossibilidade, como se os sonhos belos estivessem numa gaiola por obra de um deus mau.
Aqui estarei nas festas, festas que me imporão, festas nas quais as convenções sociais me ditarão que ria, que cumprimente, que exiba uma alegria que não sinto nem sentirei, uma passagem que não farei, um barco que não percorrerei, uma porta que continuará fechada.
Por que é a vida tão cruel, meu querido Mundo? Por que razão o destino tem de ser o que é? Por que razão não o podemos reescrever?
E assim aqui estou sem estar estando-te sem poder estar nem deixar de estar.
Ó meu Mando, meu querido Mundo, vem buscar-me, vem, vem, por favor...
Tua até à morte.

Il

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Mas...o que se passa com esta Il? Por mais que eu tente compreender não consigo entender esta mulher.Não pode andar sozinha? Porque precisa este Mando ir busca-la? Que diabos prende esta senhora ao marido? Porque não o deixa para viver este arrebatador amor que sente pelo Mando? O Drama é grande,beirando ao mexicano (risos).Romeu e Julieta, tão jovens
sabiam o que queriam, e lutaram contra tudo e todos.Romperam barreiras sociais e foram incansáveis na busca do ficar juntos.Olha pessoas, esta Il é algo que precisa ser urgentemente analisado...pena Freud não está mais aqui.Aliás,sorte dele, pois certamente teria um infarto com este chove e não molha.Afff!!!
Ah! o Mando tb precisa de analista.K casal nôjo este.uauauauauuududuyyfufufugugyugukdhfyftdguhhhwhwhwuaua. (grito de desespêro)Perdoe-me, mas eu precisava de desabafar.hummmmmmmmm!!!!!!

sexta-feira, dezembro 29, 2006 9:20:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Desculpe-me mas não pude deixar de comentar também... mas acho completamente compreensivel o que se passa com a Ilser, diz que não a consegue entender...será que tentou faze-lo com o coração e não com a sua imensa “profundidade” de conhecimento? Presumo que o que a prende ao marido se chama algo que não tem o mesmo nome que o que ela sente pelo Mando. Teremos sempre de saber dar nome ao que sentimos?
Romeu e Julieta? Rs? Faz-me rir... exemplos de amor eterno? Rs...então porque morreram? O eterno nao morre! O que sabiam eles sobre relacionamentos? Morreram tão cedo que nunca souberam das adversidades de um casamento... Foram tão cobardes que preferiram a morte a luta do quotidiano, que luta é essa que não resiste a terceiros e quartos elementos na sua história o que diria então a uma familia, a um marido e quem sabe filhos? Desculpe-me mas não acho romântico morrer por amor...acho muito lindo VIVER por amor e quem sabe se Romeu e Julieta vivessem, ai sim aprenderiam a lutar com a vida e não a entregarem-se a morte? Tento... mas não consigo achar graça nenhuma num romance que termina em morte opcional.
Aconselha Freud? Acho que até concordo mas eu tenho outro conselho para eles... esperem mas não desistam, desejem mas não esqueçam, acima de tudo AMEM-SE e tenho certeza que será muito melhor do que consultarem um analista.
EU

segunda-feira, janeiro 08, 2007 3:39:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá EU,

Noosssa!!! por esta não esperava.O casal nôjo encontrou uma advogada? Hummmmm...mas que coisa heim? Romeu e Julieta (meu exemplo) te fazem rir? Ohhhhhhh!!!, então atingi parte do que queria,pois estórias desta natureza são para fazer rir mesmo.Quanto a imensa "profundidade" de conhecimento confesso-te não possuir nada,(risos), e quanto a pensar com o coração afirmo-te tambem não, pois penso com o cérebro, a cabeça, a razão,numa rapidez que o bate-bate coração nunca alcançaria certo? Procura um analista tambem tá? Affffff! quanta afetação!!!!!!!
Ps: Pelamordedeus, Dra.EU faz o divórcio desta Il com o marido, só assim ficaremos livres de tanto choromingos, e blá,blá,blá.
Estou me prendendo aqui,mas vou gritar,preciso,preciso:uaueoididuduisiandhfhggkgjgkuauauaisiasiiauaiaiiauaiaiaiaiaiaiia!!!!!.Pronto,uffa, que alívio! (risos), (risos)...

segunda-feira, janeiro 08, 2007 5:44:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sabe? Começo a desconfiar que gosta tanto do casal “nojo” como eu pois só isso justificaria voltar tantas vezes a ler as cartas que eles trocam. Quanto a sua profundidade de conhecimento acho realmente uma pena que não o tenha, pois ele normalmente nos acompanha a cada passo dado...ou não dado. Já o facto do bate-coração não acompanhar o cérebro isso também se torna relativo pois sempre achei que eles deveriam caminhar juntos para que o equilíbrio dos julgamentos e sentimentos tende-se apenas a favorecer a nossa consciência. Será que o divorcio tornara a Il mais feliz neste momento? Olha que adoraria sabe se ela ta afim de se divorciar simplesmente por alguem assim o achar... talvez ela leia esta nossa “conversa” e se decida...quem sabe? Quanto ao seu conselho para procurar um analista estou pensando seriamente em aceitar...que tal me indicar aquele que você freqüenta? Parece funcionar consigo...
P.S. Adorei o Dra. EU acho que vou começar a usar! Hummmmmmmmmmmmmmm...

EU

segunda-feira, janeiro 08, 2007 8:49:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Exlm.Dra.EU.....(só prá te agradar)

Estás certíssima quando afirmas que não possuo conhecimento nenhum,mas... diga-me lá: Como pode o coração e o cérebro "andarem" juntos? heim? "eles" tem pernas é? Aí onde cê mora já descobriram células tronco capaz de fazer perninhas ou pernetas (como assim preferir)nestes orgãos é? Já? Ah!!!!!!!, eu vou prá aí então.Cê me deixa ficar em tua casa? Oh!!!! Bigadão tá? Preciso de tomar umas aulinhas contigo prá ficar mais sabidinha.Como sinal da minha eterna gratidão,te darei o nome do meu analísta: Jacques Derrida.Sabe véia, o Jac é bárbaro! Pedirei prá ele não te cobrar nada certo? Ele adooora fazer caridade.(risos)Após ser analisada poderemos melhor conversar.(rs)
Será que estou gostando do "casal nôjo?"..., estou ou não estou: Eis a questão.Penso...será que existo?Oh! triste dúvida cartesiana!!!!;Xá pensar!!!!! Hummmmmmm!Hummmmmmmmmm!Hummmmmmm!Hummmmmmm! Hummmmmmmmm! Xá estudar um pouquinho o Discurso do Método.Pera aí, estou pesquisando, analisando, questionando,ai ki home mais difícil este meu tio Renê...pera aí viu? já tô quase terminando.Pronto...terminei :NÃOOOOOOOO!!! NÃOOOOOOO!!!NÃOOOOOOO!!!
casal nôjo não!!!!
Psiu!!! ei!!!, outra coisinha, se a Ilser ler "nossa" conversa certamente irá te dar um empreguinho em sua bela mansão, que não larga de jeito maneira por este Mando pobretão e choromingão tá? Sem mais delongas, aqui me despeço, deixando para vossa pessoa um despacho pesado numa encruzilhada qualquer.uebêuebáungunguáuáglutglutbabalorixáaaaaaaaaaaaaa.(Daqui tres dias perderás teus dentes)Diz-me que te enviarei uma dentadura tá? Bofetões meussssss.
Mui atenciosamente,

terça-feira, janeiro 09, 2007 4:57:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Hummmmmmmmmmmmmmmmmm...Relax... Hummmmmmmmmmmmmm...
EU

quarta-feira, janeiro 10, 2007 8:24:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home